Autoconhecimento. Que nível de consciência estou?

Autoconhecimento


Que nível de consciência estou?

Primeiro passo, começo a pensar, como eu sou?

Como faço para acessar o melhor em mim?

Expandir a minha essência, meu propósito, minha missão.


O que me impede?

O medo, a ansiedade, a depressão, os vícios, ciúme, a possessão, a irreflexão, o orgulho, a vaidade, a paixão, a ambição, a competição, a arrogância, a desafeição de si, se sentir com menos valia.


Qual é o meu calcanhar de Aquiles?

Dores da infância?

Não aceitação dos pais? dos parentes?


Passos no autoconhecimento, desejo ficar comigo mesma, gostar da minha companhia.

Auto aceitação, de si, da vida, trabalhar a Bondade Intima, ser generoso e carinhoso consigo.

Escolher as batalhas, Jesus dizia:- não de pérolas a porcos, aqui é importante saber qual é o meu lugar no mundo, aqui eu sou pequeno? (filho), igual? (parceiro ou amigo) ou grande, (professor, pai, mãe). Entendendo que cada um tem o seu tempo de despertar, temos laranja, manga, morango, muitas variedades de frutas, cada uma amadurece no seu tempo, e não adianta plantar mamão e querer depois comer jabuticaba. A semeadura e livre, mas a colheita obrigatória.


Deixar o julgamento

Auto perdão, não adianta carregar os potinhos de coco, a vida e como e carregar magoas e ressentimentos, faz a vida ficar pesada, então bora deixar o que eu não preciso mais.

Vamos fazer novas escolhas, de programas, de pessoas amorosas e leais, que estão na mesma sintonia.


Cuidar da saúde, respeito pelo corpo.

Viver o presente, o poder de viver o Agora.

Empatia, se colocar no lugar do outro, com compaixão.

Viver a verdade com ética, disciplina, retidão.

Meditar e me conectar com a natureza, música, arte, com a Inteligência cósmica.

Esse e um Planeta criado para curar e ensinar.


Astrologia, uma ferramenta fantástica de autoconhecimento.

Buscar o equilíbrio entre aquilo que sinto, com aquilo que pensa e com aquilo que fala e age, intenção, mentalização e ação. Além disso ainda existem muitas justificativas e a pouca disposição de cada um em investigar profundamente por que ele sentiu impulsos, quais as origens desses impulsos, e porque depois de sentir, pensou, manipulou e só depois falou ou agiu, geralmente de forma diferente de quando sentiu ou pensou, sair da zona de conforto.


Buscar a própria verdade, a própria cura e consequentemente a própria bondade.


O que eu sinto?

Assumir de coração suas tendências e ações e fazer mudanças com amor.


Gostou? Vamos conversar mais sobre isso? Deixe seus comentários na descrição ou me chama no whatsapp: 11 99990-5147


🙋🏻‍♀‍Quem eu sou :-) Sou Paola Mingardo, bióloga, esposa, mãe, astróloga, máster em PNL, coaching e consteladora familiar.





19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo