top of page

Ansiedade. Como treinar o nosso cérebro?

Estamos vivendo a transição Planetária, o mundo está mudando de Planeta de Expiação e Provas para um Planeta de Regeneração.

Escolhemos estar aqui e vivermos nessa transição, onde estamos deixando de ser selvagens, instintivos, homens da caverna que precisava da agressividade da força para sobreviver, hoje estamos aprendendo a nos tornarmos empáticos, gentis e desenvolver a compaixão através da solidariedade.

Uma grande mudança, né?

A pergunta hoje é? Qual é o sentido da vida? E usar nossos talentos, nossos dons e fazer isso para sermos melhores, para nós e para os outros, e o propósito é partilhar, para o máximo de pessoas, dar sentido à vida.

Fazer o bem é como tomar um banho na alma, pois o papai do céu foi muito espertinho e colocou um hormônio chamado ocitocina (hormônio do amor), então quando ajudamos os outros, nos sentimos felizes, mas não para postar nas redes sociais, pois Jesus disse: o que a mão direita deu a esquerda não precisa saber, então vamos ser solidários no coração, ouvindo a nossa verdade, alimentando a nossa alma.

Desapego de não querer mudar as pessoas, pois estamos como disse nessa mudança, então estamos aprendendo a ser diferentes, uns mais rápidos, outros mais lentos, mas, não nos cabe julgar.

E por falar em julgamento o exercício de trabalhar a nossa ansiedade e trazer conscientemente o Não Julgar, como?

Vou explicar: Muitas vezes vivemos o inconsciente, inconsciente por exemplo olhamos para a bicicleta e dizemos, não sei como fazer para me equilibrar nessa gerigonça, hahahha

O próximo passo é tornarmos consciente o nosso inconsciente que é descobrindo formas de aprender andar de bicicleta, colocar 2 rodinhas, tirar 1 e ficar com uma, aí vamos tornando consciente da técnica de andar de bicicleta, ainda temos que pensar, ainda é desafiante, aí tiramos as rodinhas e magicamente tornam inconsciente automático o como pedalar e o nosso cérebro apreendeu e já faz sem pensar.

Primeiro preciso pensar para fazer, depois penso fazendo e depois se torna automático

Assim é a ansiedade que é a mãe do julgamento, precisamos prestar atenção em nossos pensamentos e escolher as nossas batalhas, sempre me pergunto, isso e da minha conta?

Posso ajudar ou tenho que entregar a Algo Maior?

Se tenho que entregar eu imagino um altar, pode ser de uma igreja por exemplo e vejo a situação lá, entregue a Deus, Jesus, Nossa Senhora,,,, você escolhe pode ser também a natureza, por exemplo o sol, e aí o pensamento vai voltar, eu digo já entreguei no altar, e o pensamento vai voltar, como andar de bicicleta preciso treinar o meu cérebro a confiar, ter fé que Algo Maior vai cuidar.

Viver o agora, também e um exercício de confiar, então se pego minha mente voltando para o passado eu digo:- Obrigada pelo aprendizado, eu entrego no altar, e se o pensamento voltar eu digo, já entreguei, e vou domando esse cavalo selvagem que e a minha mente.

Viver o presente do agora, com amor e confiança.


Bora treinar a nossa mente?

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page